Em andamento

Linha I: Percep√ß√£o P√ļblica da CT:

2018 – Atual

O que os jovens brasileiros pensam da ciência, tecnologia e inovação

Descri√ß√£o: Projeto do INCT Comunica√ß√£o P√ļblica da Ci√™ncia e Tecnologia, com objetivo de estudar as especificidades da percep√ß√£o p√ļblica da CTI entre jovens brasileiros por meio de survey nacional, com amostra representativa da popula√ß√£o brasileira de 15 a 24 anos de idade. Envolve uma equipe interinstitucional e interdisciplinar de pesquisadores. Conta com apoio do CNPq.

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Coordenadora: Luisa Medeiros Massarani.

Integrantes: Juri Castelfranchi; Vanessa Oliveira Fagundes; Ildeu Moreira; Ione Mendes.

2017 – Atual

Jovens, ciência e Internet: um estudo qualitativo na França e no Brasil

Descri√ß√£o: Projeto que se insere no √Ęmbito do acordo de coopera√ß√£o internacional assinado entre a Universidade Paris 8 e a Fiocruz em maio de 2014. Tem como objetivo compreender como os adolescentes buscam e avaliam informa√ß√Ķes cient√≠ficas na Internet, um tema de interesse estrat√©gico para Fran√ßa e Brasil. Um estudo de observa√ß√£o dos adolescentes em situa√ß√£o de busca de informa√ß√Ķes na Internet ser√° realizado para verificar empiricamente a hip√≥tese de que a leitura e a avalia√ß√£o das informa√ß√Ķes cient√≠ficas online diferem segundo o contexto de busca, formal ou n√£o-formal. Diferentes metodologias ser√£o utilizadas a fim de explorar v√°rias dimens√Ķes do comportamento dos adolescentes e permitir que as equipes envolvidas partilhem experi√™ncias e construam novas compet√™ncias conjuntas. A forma√ß√£o de recursos humanos √© elemento fundamental nesta proposta, o que ganha particular relev√Ęncia por ser em uma √°rea de pesquisa emergente no mundo e no Brasil, a Divulga√ß√£o Cient√≠fica. A equipe re√ļne pesquisadores seniores e jovens, sendo que os primeiros t√™m atuado na forma√ß√£o de jovens pesquisadores em n√≠vel de doutorado e mestrado nos dois pa√≠ses. Esperamos com este estudo contribuir ao desenvolvimento da comunica√ß√£o p√ļblica da ci√™ncia online, propondo recomenda√ß√Ķes para tornar a informa√ß√£o cient√≠fica online mais interessante e leg√≠vel para os adolescentes. Conta com apoio da Capes-Cofecub, em edital para interc√Ęmbio de pesquisadores e alunos.

Situa√ß√£o: Em andamento; Natureza: Pesquisa. 

Coordenadora: Luisa Medeiros Massarani.

Integrantes: Ildeu de Castro Moreira; Juri Castelfranchi; Maria Ataide Malcher; Monica Macedo.

Linha II: Ci√™ncia na m√≠dia: estudos de representa√ß√Ķes sociais, das rela√ß√Ķes entre ci√™ncia e m√≠dia e de audi√™ncia/recep√ß√£o:

2019 – Atual

Comunica√ß√£o p√ļblica da ci√™ncia: mapeamento, diagn√≥stico e an√°lise da circula√ß√£o de temas de ci√™ncia nas redes sociais online

Descri√ß√£o: Este projeto pretende identificar e analisar como a ci√™ncia tem circulado nas redes sociais, buscando entender: como esse tema tem se apresentado e que tipo de envolvimento/engajamento tem estabelecido com o p√ļblico usu√°rio; que estrat√©gias t√™m sido utilizadas para comunicar a ci√™ncia; que atores sociais t√™m proposto essas estrat√©gicas; e se essas redes s√£o ambientes prop√≠cios para comunica√ß√£o p√ļblica da ci√™ncia e como. Para isso, ir√° mapear a comunica√ß√£o p√ļblica da ci√™ncia em perfis individuais e institucionais (exemplo: comunicadores, pesquisadores, institui√ß√Ķes, revistas e meios de divulga√ß√£o cient√≠fica e demais atores sociais) em redes sociais online selecionadas (exemplo: Facebook, Instagram, Twitter, YouTube, Tumblr), a fim de diagnosticar e analisar as estrat√©gias de comunica√ß√£o e as intera√ß√Ķes em torno de temas de ci√™ncia em circula√ß√£o nas redes. Como pesquisa explorat√≥ria, este estudo ser√° realizado em etapas que envolver√£o levantamentos bibliogr√°fico e documental sobre o tema para composi√ß√£o do estado da arte; an√°lise de conte√ļdo, com orienta√ß√£o quantitativa e qualitativa; e, a partir desse movimento de aproxima√ß√£o, o estabelecimento de um procedimento metodol√≥gico h√≠brido para an√°lise das estrat√©gias e intera√ß√Ķes de Comunica√ß√£o P√ļblica da Ci√™ncia nas redes sociais online.

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Coordenadora: Maria Ataide Malcher.

Financiamento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) РBolsa.

2017 – Atual

Controv√©rsias cient√≠ficas na m√≠dia e sua circula√ß√£o nas redes sociais: o caso da ‚Äúp√≠lula do c√Ęncer‚ÄĚ na TV, em jornais e em grupos do Facebook

Descri√ß√£o: Este projeto visa analisar a cobertura jornal√≠stica sobre fosfoetanolamina sint√©tica realizada em 2015 e 2017 por programas informativos de TV das emissoras Rede Globo (Jornal Nacional, Fant√°stico, Jornal Hoje e Bem-Estar) e Rede Record (Jornal da Record, Domingo Espetacular e Balan√ßo Geral SP), por tr√™s jornais impressos de elite (O Globo, Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo) e por dois jornais populares (O Dia e Extra), assim como discuss√Ķes geradas sobre o tema em grupos e p√°ginas de comunidades do Facebook que re√ļnem pacientes com c√Ęncer. Busca, assim, em linhas gerais, examinar como o tema circulou em parte da imprensa brasileira e como repercutiu entre grupos espec√≠ficos da popula√ß√£o, diretamente afetados pelo tema.

Situa√ß√£o: Em andamento; Natureza: Pesquisa. 

Coordenadora: Marina Ramalho e Silva.

Integrantes: Carla da Silva Almeida; Luisa Medeiros Massarani; Luís Amorim; Rosicler Neves; Luiz Bento; Renata Fontanetto.

Financiamento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) РAuxílio financeiro.

2013 – Atual

A história da Infografia no Brasil

Descrição: O projeto analisa a história da infografia no Brasil, a partir dos anos 1990.

Situa√ß√£o: Em andamento; Natureza: Pesquisa. 

Coordenadora: Tattiana Gonçalves Teixeira.

Financiamento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) РBolsa.

Linha III: Estudos em museus de CT e outros espaços científico-culturais:

2019 – Atual

O impacto dos museus e centros de ciências: um estudo das experiências dos visitantes

Descri√ß√£o: Este projeto tem como objetivo compreender a experi√™ncia museal do ponto de vista dos visitantes, em particular com √™nfase no aprendizado em museus de ci√™ncia e nos sentidos criados pelos distintos p√ļblicos em torno das atividades de divulga√ß√£o cient√≠fica e educa√ß√£o n√£o-formal, bem como a avalia√ß√£o de tais atividades. Em particular, nos dedicaremos a analisar a experi√™ncia museal de fam√≠lias. Dedicaremos, ainda, aten√ß√£o especial √† experi√™ncia museal das pessoas com defici√™ncias. Ser√£o estudados nove museus e centros de ci√™ncia brasileiros, que est√£o entre os mais relevantes do pa√≠s e que apresentam diferentes tipologias. Tendo em vista a diversidade de centros de ci√™ncia a ser analisada, o estudo permitir√° compreender a experi√™ncia dos visitantes nesses espa√ßos cient√≠fico-culturais e em diferentes contextos. Nossos resultados permitir√£o refletir sobre a pr√°tica da divulga√ß√£o cient√≠fica em museus de ci√™ncia, fornecendo subs√≠dios para aprimorar suas iniciativas.

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Coordenadora: Luisa Medeiros Massarani.

Integrante: Jessica Norberto.

2018 – Atual

Ci√™ncia e teatro no Museu da Vida: o olhar do p√ļblico

Descri√ß√£o: O v√≠nculo entre a ci√™ncia e o teatro √© remoto. Desde a Gr√©cia Antiga, a ci√™ncia vem inspirando uma s√©rie de dramaturgos ao longo da hist√≥ria. Mais recentemente, a divulga√ß√£o cient√≠fica tem lan√ßado m√£o, de forma cada vez mais recorrente e diversa, de elementos teatrais em suas iniciativas pr√°ticas. No Brasil, uma s√©rie de museus de ci√™ncias t√™m abarcado a interface ci√™ncia e arte em suas programa√ß√Ķes. Al√©m deles, existem companhias independentes e grupos universit√°rios trabalhando nessa interse√ß√£o, com bagagens e prop√≥sitos distintos. Por outro lado, a literatura acad√™mica sobre o tema ainda √© escassa e, em grande medida, estrangeira. Isso significa que conhecemos pouco o conjunto do que est√° sendo feito no campo e sabemos menos ainda sobre como o teatro tem de fato contribu√≠do para a divulga√ß√£o cient√≠fica. O presente projeto, desenvolvido no √Ęmbito do Museu da Vida/Fiocruz, busca compreender melhor as diversas facetas da interface ci√™ncia e teatro no contexto da divulga√ß√£o cient√≠fica.

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Coordenadora: Carla da Silva Almeida

Integrantes: Marina Ramalho; Luís Amorim; Luiz Bento; Gabriela Abrantes Jardim; Vanessa Guimarães.

 

Linha IV: Pol√≠ticas P√ļblicas em Populariza√ß√£o da CT e Participa√ß√£o Cidad√£:

2018 – Atual

Tecnologias da Informação e da Comunicação aplicadas ao processo de ensino-aprendizagem de Cálculo na Universidade Federal do Pará

Descri√ß√£o: O presente Projeto tem como objetivo aperfei√ßoar e dar continuidade a uma proposta inovadora de ensino-aprendizagem, iniciada em 2013, a partir do Projeto intitulado Projeto Newton, cujo objetivo era qualificar o ensino e a aprendizagem de C√°lculo I e C√°lculo II na Universidade Federal do Par√°. Para al√©m do conte√ļdo de C√°lculo em si, a ideia do Projeto original √© implementar uma metodologia de ensino-aprendizagem que tem como base o uso potencializado das Tecnologias de Informa√ß√£o e Comunica√ß√£o para a gera√ß√£o de experi√™ncias e ambi√™ncias de estudo ampliado e continuado. Assim, o projeto visa dar continuidade a essa proposta, experimentando a utiliza√ß√£o de novos recursos tecnol√≥gicos e estrat√©gias did√°ticas, sobretudo relacionados √† acessibilidade de Pessoas com Defici√™ncia (PcD) e ao uso de aplicativos para dispositivos m√≥veis, de forma integrada ao sistema do projeto original.

Situação: Em andamento; Natureza: Ensino.

Coordenadora: Maria Ataide Malcher.

Integrantes: José Miguel Martins Veloso; Fernanda Chocron Miranda; Suzana Cunha Lopes; Marianne Kogut Eliasquevici; Suelen Miyuki Alves Guedes; Weverton Raiol.

Financiamento: Universidade Federal do Pará (UFPA) РAuxílio financeiro.

2015 – Atual

O aprendizado de ciência em ambientes não-formais na América Latina

Descri√ß√£o: Este projeto visa apoiar a√ß√Ķes de atividades de divulga√ß√£o cient√≠fica, que ser√£o realizadas em duas etapas, de forma simult√Ęnea. Constituiremos um Grupo de Trabalho e realizaremos um mapeamento do estado da arte do aprendizado de ci√™ncia em ambientes n√£o-formais na Am√©rica Latina, de car√°ter in√©dito, que ajudar√° na avalia√ß√£o e na formula√ß√£o de pol√≠ticas em divulga√ß√£o cient√≠fica. Al√©m disso, visando valorizar os personagens que atuam na √°rea da divulga√ß√£o cient√≠fica, dedicaremo-nos a √≠cone na √°rea, Jos√© Reis, fato que inclusive levou ao Pr√™mio Jos√© Reis, concedido anualmente pelo CNPq desde 1978 a cientistas, jornalistas e institui√ß√Ķes que se destacam na √°rea. Em particular, realizaremos o tratamento, o estudo e a disponibiliza√ß√£o ao p√ļblico geral do acervo pessoal de Jos√© Reis, doada pela fam√≠lia √† Casa de Oswaldo Cruz.

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Coordenadora: Luisa Medeiros Massarani.

Integrantes: Ildeu Moreira; Mariana Burlamaqui; Kaori Kodama; Eliane Dias; Beatriz Schwenck; Ana Paula Trindade; Juliana Passos.

Financiamento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) РAuxílio financeiro.

2014 – Atual

Acervo de José Reis

Descri√ß√£o: Este projeto visa o tratamento, o estudo e a disponibiliza√ß√£o ao p√ļblico da cole√ß√£o pessoal de Jos√© Reis, doada pela fam√≠lia √† Casa de Oswaldo Cruz. Jos√© Reis possui um papel muito relevante na constru√ß√£o da ci√™ncia brasileira e, ainda, √© um √≠cone da divulga√ß√£o cient√≠fica no pa√≠s, fato que inclusive levou ao Pr√™mio Jos√© Reis, concedido anualmente pelo CNPq a cientistas, jornalistas e institui√ß√Ķes que se destacam na √°rea. Jos√© Reis √© carioca, nascido em 1907. Cursou a Faculdade Nacional de Medicina, obtendo o diploma em 1930. Fez tamb√©m curso de patologia no Instituto Oswaldo Cruz, obtendo a medalha de ouro de melhor aluno. Em 1930, mudou-se para S√£o Paulo, contratado pelo Instituto Biol√≥gico, do qual foi seu diretor. Foi diretor-geral do Departamento do Servi√ßo P√ļblico de S√£o Paulo (1942-1945) e professor da Universidade de S√£o Paulo e da Universidade Mackenzie (1946-1947). Teve um papel chave na cria√ß√£o e na consolida√ß√£o da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ci√™ncia, na qual foi editor da revista Ci√™ncia e Cultura. Sua trajet√≥ria em divulga√ß√£o cient√≠fica que lhe valeu o Pr√™mio Kalinga – foi bastante diversificada, incluindo livros infanto-juvenis e para adultos, novelas de r√°dios e textos para a Folha de S√£o Paulo. Estima-se que a cole√ß√£o tenha cerca de 9.500 itens, entre acervo documental, museol√≥gico e bibliogr√°fico. O projeto tem como objetivo o processamento t√©cnico do acervo mencionado, recupera√ß√£o/acesso online e divulga√ß√£o. Na primeira etapa est√£o inclu√≠das as fases de higieniza√ß√£o, cataloga√ß√£o, classifica√ß√£o, indexa√ß√£o e inclus√£o nas bases de dados bibliogr√°ficas HISA e Casa de Oswaldo Cruz. Na segunda etapa, o acervo arquiv√≠stico processado ser√° digitalizado e disponibilizado virtualmente pela internet (a exemplo do que foi feito com o acervo da R√°dio Sociedade, ver www.fiocruz.br/radiosociedade). Adicionaremos a este material o acervo referente ao per√≠odo em que Jos√© Reis esteve √† frente do Instituto Biol√≥gico, atualmente sob a guarda daquele instituto, o que permitir√° unificar os documentos relacionados a este √≠cone da divulga√ß√£o cient√≠fica. A terceira etapa, que ocorrer√° de forma simult√Ęnea √† segunda etapa, consiste no estudo do acervo, buscando gerar produtos como artigos acad√™micos, livros e cap√≠tulos de livros. O acesso aos dados relativos a estas cole√ß√Ķes ser√° importante para os que pesquisam a Hist√≥ria da Divulga√ß√£o cient√≠fica, da Sa√ļde, da Medicina e das Ci√™ncias, em geral.

Situa√ß√£o: Em andamento; Natureza: Pesquisa. 

Coordenadora: Luisa Medeiros Massarani.

Integrantes: Ildeu de Castro Moreira; Mariana Burlamaqui; Kaori Kodama; Eliane Dias; Maria da Conceição Castro; Beatriz Schwenck.

top